CONTATO
|
INFORMATIVO


18/02/2017

Ficha Verde divulga monitoramento do primeiro biênio de Melo



Monitoramento dos Compromissos

Por Movimento Ficha Verde

No último dia 14 de fevereiro, o Movimento Ficha Verde (MoFV) disponibilizou em seu site – fichaverde.org.br – o Monitoramento dos Compromissos Socioambientais referentes à gestão do atual governador do Amazonas, José Melo (PROS).

A plataforma é decorrente da campanha “Fique De Olho” – lançada pelo Movimento Ficha Verde durante as Eleições 2014, quando o movimento elaborou a “agenda socioambiental”, uma lista de compromissos relacionados à gestão ambiental, produção sustentável e qualidade de vida na capital e no interior do Amazonas.

A agenda foi assinada – integral ou parcialmente – por todos os candidatos ao governo do estado, e também por candidatos ao Legislativo.  A segunda etapa da campanha, realizada através de uma cooperação com o Idesam, consistiu em coletar as informações sobre cada um dos compromissos assumidos pelo governador eleito, ao final de dois anos de mandato.

“Essas ações tem como objetivo incentivar a sociedade a participar de forma mais efetiva das discussões sobre os rumos do estado e das cidades”, explica Neliton Marques, membro do comitê de governança do MoFV.

Durante a coleta de dados, cada compromisso foi traduzido em uma ou mais metas, somando mais de 40 indicadores para acompanhamento. A partir da solicitação de informações (via ofício) às secretarias estaduais e demais órgãos envolvidos em cada tema, e considerando também notícias veiculadas na mídia, a equipe envolvida no projeto categorizou as metas em ‘cumpridas’, ‘cumpridas em parte’ e ‘ainda não cumpridas’.

De acordo com Fernanda Meirelles, coordenadora de Políticas Públicas do Idesam e responsável pelo acompanhamento, uma nova atualização da plataforma está prevista para o próximo mês de julho.

“Considerando que estamos na metade do mandato do governador, esperamos que as metas classificadas como ‘ainda não cumpridas’ possam ter um desenvolvimento”, explica Meirelles, destacando que algumas informações ainda não foram disponibilizadas pelas secretarias e, em razão disso, foram classificadas como ‘dados insuficientes’.

Comentários: