CONTATO
|
INFORMATIVO
Cabeçalho_bloG


27/09/2013

Mapeando Fluxos Financeiros de REDD+



reuniao-johanesburgo-forest-tracking-finance

Por Gabriela Albuja, pesquisadora do Programa Mudan?as Clim?ticas do Idesam?

Nos dias 18 e 19 de Setembro, participei, em Johanesburgo, na ?frica do Sul, de uma reuni?o internacional de parceiros do projeto ?Mapeamento de Fluxos REDD+? com a inten??o de trocar experi?ncias e resultados preliminares entre os 14 pa?ses participantes.

Liderado pelo Forest Trends, o projeto consiste em mapear e categorizar os fluxos financeiros internacionais que chegaram aos pa?ses para aplica??o em iniciativas de REDD+ durante os anos de 2009-2012. (Saiba mais sobre o projeto aqui)

Dos 14 pa?ses que fazem parte da iniciativa, apenas quatro se encontram em fases avan?adas de coleta de dados: Brasil, Equador, Vietn? e Gana. Foram estes os pa?ses que iniciaram o processo, no ano de 2011.

Ao longo dos anos, se juntaram ? iniciativa: Col?mbia, Rep?blica Democr?tica do Congo, Guiana, Indon?sia, Lib?ria, M?xico, Papua Nova Guin?, Peru, Tanz?nia e Eti?pia.

Durante o evento, cada pa?s apresentou o est?gio da sua coleta de dados, como tamb?m conclus?es preliminares e dificuldades enfrentadas na obten??o de dados financeiros com entidades doadoras e recebedoras. O encontro permitiu que pa?ses em fase inicial de coleta de dados aprendam com os erros e dificuldades dos pa?ses com mais tempo nesta iniciativa.

A falta de dados p?blicos (e dispon?veis na web) tem feito com que a coleta de dados seja um processo complexo. Chegar a essas informa??es depende muito do uso de contatos profissionais como tamb?m de metodologias criativas ? ou mais “informais”.

Tamb?m foi consenso entre os presentes no evento a import?ncia de estabelecer uma parceria com os governos nacionais, muitos dos quais tem acesso aos dados financeiros importantes e necess?rios para o andamento das nossas atividades.

Comentários: